• Laura Gris

Que frio na barriga…

Minha amiga se separou! E agora José?

Estranho a sensação de ouvir isso de alguém. De uma amiga, de alguém próximo. Tá… Tudo bem… eu já disse isso para as minhas amigas uma vez. Mas é muito diferente ouvir isso de alguém.

Acho que me chocou mais porque eu estou começando um novo relacionamento. E gato escaldado, a gente sabe…

O medo das coisas não darem certo, muitas vezes, paraliza, ficamos sem ação. Temos receio de seguir em frente, de começar de novo.

Começar… O Aurélio define começo como “O primeiro momento da existência ou da execução duma coisa; princípio, origem.”

Todo o dia é um novo começo. (re) Começar é uma característica do bicho Homem. Se não comessássemos todo dia de uma nova forma, se não tentássemos cada vez fazer diferente e melhor, não saberíamos o que é evolução. E evoluir é “passar por transformações sucessivas, (…) modificar-se”.

E o que isso tem a ver com relacionamentos? Tudo! Com as transformações que passamos, nossas mudanças, acredito, tornamo-nos pessoas diferentes. Diferentes daquelas que, por algum motivo, não tiveram sucesso antes. Não! Não digam fracasso. Nenhum relacionamento é um fracasso. Se, da convivência com alguém, nasceu um relacionamento foi porque algo de bom, em algum momento, existiu. Coisas boas não são um fracasso.

Ninguém muda ninguém – já me disseram. Mas a vida, as experiências, as decpções e as alegrias, os sucessos e os fracassos, tudo isso nos muda um pouco. Hoje, sou diferente do que eu era ontem.

E, se mudamos, o que ontem não deu certo, hoje, pode ser a grande chance. O que ontem foi um sucesso – hei, atenção! – pode realmente naufragar.

Mas também, nada disso pode acontecer!!! Tudo depende de escolhas…

Só que isso é uma outra história…

0 visualização

© 2019 por AntBuzz - Porque somos humanos

  • Ícone do Twitter Branco
  • Branca Ícone LinkedIn