© 2019 por AntBuzz - Porque somos humanos

  • Ícone do Twitter Branco
  • Branca Ícone LinkedIn
  • Laura Gris

Abstinência…


Eu nunca pensei que jujubas fossem tão primordiais para a alegria de uma pessoa. Mas quem passou a infância comprando essas balinhas açucaradas nos sinais de trânsito, no ‘tio’ em frente ao colégio e mesmo ganhando dos pais, avós e amigos, não ia se despreender do vício assim, tão facilmente.

E o retorno a balinha foi inesperado, numa festa de crianças, cheia de docinhos tentadores. Em meio a uma profusão de brigadeiros, casadinhos, branquinhos e outros inhos deliciosos, havia uma caixinha, inocente, fechadinha em cima da mesa.

Aí eu abri… qual foi minha visão? Jujubas, uma caixinha plena de jujubas, esperando para serem calmamente degustadas. – Ok, ok! Apelei com o ‘degustadas’.

Enfim, depois de mais de 270 dias, finalmente comi jujubas. Uma experiência nova não conseguir comer mais do que 5 balinhas. E ao mesmo tempo, uma delícia!

A propósito, a latinha de jujubas já tem três dias e acho que fecha uma semana. Não é uma maravilha?